A legião estrangeira

Literatura, Teatro

Em 2006, eu participei da Oficina Ator-Dramaturgo, do Grupo XIX de Teatro, que deu origem à peça Vila Clarice. As apresentações de encerramento aconteceram no fim de 2006 e ficamos em cartaz no começo de 2007.

No último dia das apresentações, eu presenteei cada ator e atriz da oficina. No espaço cênico de cada um, antes de todos chegarem, eu deixei um saquinho de delicados (é um tipo de jujuba sem cobertura de açúcar). Em cada saquinho, uma frase do conto A legião estrangeira, pois a minha personagem, Ofélia, é a menina desse conto. As frases foram aleatórias, não escolhi nada específico para ninguém. Eu quis fazer uma espécie de biscoito da sorte, mas com delicados e Clarice Lispector.

Por um acaso, achei a lista de frases. E me deu saudade.

*

Mas às vezes acordo do longo sono e volto-me com docilidade para o delicado abismo da desordem.

Mas sentimentos são água de um instante.

Também este sabia, do modo como as coisas vivas sabem: através do susto profundo.

Mas eu esperava. Eu sabia que nós somos aquilo que tem de acontecer.

Não sem dor. Em silêncio eu via a dor de sua alegria difícil. A lenta cólica de um caracol.

[…] o perigo maior não existe: quando se vai, se vai junto, você mesma sempre estará; isso, isso você levará consigo para o que for ser.

A agonia de seu nascimento. Até então eu nunca vira a coragem.

A coragem de ser o outro que se é, a de nascer do próprio parto, e de largar no chão o corpo antigo.

É que aquele passo, também aquele passo ela deveria dar sozinha e agora.

[…] e quando o segurava, era com mão torta pela delicadeza – era o amor, sim o tortuoso amor.

Sei que não lhe deveria ter dado a escolha, e então ela teria a desculpa de que fora obrigada a obedecer.

Eu que não lembrara de lhe avisar que sem o medo havia o mundo.

Clarice Lispector, trechos do conto A legião estrangeira

Anúncios

5 comentários sobre “A legião estrangeira

  1. Briza, ganhou? Eu queria ter ganhado, mas nunca me deram. =/

    *

    Júlio, eu também acho. Daí acabo fazendo isso para os outros, hehehe.

    *

    Senhorita, e a delicadeza nos salva de tanta coisa, não é?

    *

    Lu, Clarice é mesmo genial!

    Beijos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s