E se o amor virasse moda…

Sociedade

Às vezes me pego com este pensamento, de que seria bom, quem sabe de verdade, se de repente, out of blue, virasse moda ser legal, gentil, bacana, ter boa vontade com as coisas e as pessoas, respeitar a opinião alheia e mais ainda, os próprios alheios.

Pensar no que pode magoar alguém, assim de graça, ponderar e recolher-se a insignificância de sua existência, deveria ser o mote. Mas não é. Manter o mínimo de cordialidade é ser idiota, para algumas pessoas.

Parece que é pedir o maior dos sacrifícios ao ser humano: aquietar o ego.

Eliza Leopoldo, em E se o amor virasse moda…, no Reverbera, querida!
Para ler o texto completo, aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s