Saudade em terras d’água

Dança, Teatro

Assisti à peça Saudade em terras d’água, da Companhia Dos à Deux, há alguns anos. Formada por André Curti e Artur Ribeiro, eles se autodenominaram lindamente como “dançarinos do teatro”, porque é isso mesmo o que eles são. Pesquisadores do teatro gestual, não há uma única palavra durante o espetáculo. E eles dizem tudo. E entendemos tudo. É o tipo de experiência que, com o perdão da analogia, não dá para explicar em palavras. Até hoje guardo o que o espetáculo causou em mim e sei que levarei isso sempre comigo.

Quando vir um espetáculo deles em cartaz, nem titubeie. Assista!

O site da companhia, aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s