Black Swan (3)

Cinema, Dança

Eu falei sobre ele aqui e aqui, além de outras tantas vezes no Dos passos da bailarina. É preciso muita paixão para esperar seis meses por um filme, além do tempo de filmagem e pós-produção.

Enfim, o dia da estreia chegou.

ATUALIZAÇÃO: Eu assisti ao filme. O diretor Darren Aronofsky conseguiu enxergar verdadeiramente os arquétipos de Odette (cisne branco) e Odile (cisne negro), coisa que muitos no ballet clássico não conseguem. Fiquei tão emocionada com isso que, antes mesmo de o filme acabar, eu já estava chorando…

Anúncios

Um comentário sobre “Black Swan (3)

  1. A cada sorriso de Nina, eu sorria. E quando ela chorava, o coração apertava. Angustia total. Não sou bailarina, mas sempre fui insegura como a Nina. Esquizofrênica também, mas nunca vi coisas. Chorei bastante com o final.

    😉

    Amei o filme. Quando soube que o nome de Darren Aronofsky estava ligado ao trabalho, entendi o fuzuê. Ele é sensacional e o acompanho desde “Pi”. É que agora ele tá sabendo tornar seus filmes mais palatáveis. Era um menino arredio… Essa obra é linda. O que ele fez com a Natalie Portman foi incrível: a menina cresceu. Ela mesma, como a personagem…

    Amei.
    😉

    Uma grande homenagem ao balé, não???

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s