Não pertencer

Literatura

Aceitei meu fracasso como compreensível e completo. Previ que passaria o resto da minha vida como uma “estranha”. Mas, de preferência, atrás de uma porta fechada, para ninguém saber.

Liv Ullmann. Mutações. São Paulo: CosacNaify, 2008. p.35.

*
Eu conhecia o livro, mas decidi comprá-lo depois de ler este trecho. Está valendo cada página…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s