Drão

Música

Não costumo comentar notícias assim, mas hoje faleceu Mario Chamie, poeta e ex-secretário de cultura de São Paulo, sendo um dos responsáveis por dois lugares incríveis da cidade: Centro Cultural São Paulo e Pinacoteca do Estado.

Ele foi meu professor de comunicação comparada, em 1998, na Escola Superior de Propaganda e Marketing. Lembro particularmente de uma conversa, quase no fim da aula, em que minha amiga Fernanda e eu pedimos a ele para nos explicar sobre a música “Drão”, de Gilberto Gil. “Drão, grão duro”, ele disse, “como é o amor”. E continuou explicando alguns outros versos…

Muitas vezes, grandes momentos de aprendizagem são feitos em conversas assim.

Anúncios

Um comentário sobre “Drão

  1. Ahhhh não!! Chamie tem que ser imortal! Poxa, que notícias triste!! Eu lembro desse dia, não ouvi as explicações dele sobre a música mas lembro que o Chamie era assim: um professor infelizmente “preso” às burocracias de lecionar, quando deveria apenas ser livre para “conversar” com os alunos. Um velhinho admirável!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s