Traje para a jornada de trabalho: calça de moletom

Internet, Literatura

“Entendi. E dá para viver?”. Momento Mostre-me-o-seu-contracheque. Mas não há contracheque, nem plano de carreira. Se o interlocutor é o tipo de gente que adora usar a palavra patrimônio precedido de possessivos, o melhor é dizer “dá”, e torcer que não venham mais perguntas. Ele nunca vai entender o ato de trabalhar em casa vestindo calça de moletom. Não sabe o que é cultivar o seu próprio tomilho. Isso é viver.

Carol Bensimon, trecho de Traje para a jornada de trabalho: calça de moletom.
Para ler o texto completo, aqui.

*
Não sou escritora, sou revisora e preparadora de textos, mas também compartilho do “ato de trabalhar em casa vestindo calça de moletom”. E, salvo as claras particularidades, ouço algumas tantas indagações. Desisti de explicar o que significa escolher o próprio caminho e seguir a própria vida. Sorrio e deixo para lá.

Anúncios

Um comentário sobre “Traje para a jornada de trabalho: calça de moletom

  1. No momento estou assim. Não está sendo fácil, mas no momento vai ser assim. Um pouco por escolha, um pouco por imposição da vida. E o problema? Nenhum. Estou gostando, gostando pacas! hehe

    Sobre a Carol Bensimon…sou admiradora dela. Tenho os livros, gosto muito do “Pó de parede” , sendo que o “Sinuca embaixo d’água mexeu muito comigo. Leio, sempre que posso, a coluna dela no site da Companhia das Letras. Acho que ela sempre tem muito a dizer e olha que tem pouca idade. Gosto muito!!

    Beijão, Flor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s