Eu, o SUS, a ironia e o mau gosto

Sociedade

O meu tratamento custaria algo em torno de R$12.000,00 por mês. Isso mesmo: 12 mil reais. “Custaria” porque eu recebo os remédios pelo SUS. Sabe o SUS?! O Sistema Único de Saúde? Aquele lugar nefasto para onde as pessoas econômica e socialmente privilegiadas estão fazendo piada e mandando o ex-presidente Lula ir se tratar do recém descoberto câncer? Pois é, o Brasil é o único país do mundo que distribui gratuitamente o tratamento que eu faço para Esclerose Múltipla. Atenção: o ÚNICO. Se isso implica em uma carga tributária pesada, eu pago o imposto. Eu e as outras 30.000 pessoas que tem o mesmo problema que eu. É pouca gente? Não vale a pena? Todos os remédios para doenças incuráveis no Brasil são distribuídos pelo SUS. E não, corrupção não é exclusividade do Brasil. […]

Mas attention shoppers: fazer piada com a tragédia alheia não é humor, é mau gosto. É, talvez, falha de caráter. E falar do que não se conhece é coisa de gente burra. Se você nunca pisou no SUS – se a TV Globo é a referência mais próxima que você tem da saúde pública nacional, talvez esse não seja exatamente o melhor assunto para o seu, digamos, “humor”.

Nina Crintzs, trechos de Eu, o SUS, a ironia e o mau gosto.
Para ler o texto completo, aqui.

*
Eu não tenho convênio médico há anos e só utilizo o SUS. Sempre fui muito bem-tratada, tanto nas consultas quanto nos exames. Muito mais do que boa parte da minha vida inteira em que tive convênio médico. Não só eu, minha mãe trata dois problemas de saúde da mesma maneira e é uma grande defensora do Sistema Único de Saúde. É engraçado que tantas pessoas falem da saúde pública do Brasil pelo que veem na TV, não pelo que conhecem de perto. Está na hora de acordar.

Anúncios

2 comentários sobre “Eu, o SUS, a ironia e o mau gosto

  1. Eu já fiz uso do SUS e não posso reclamar, mas no Brasil se reclama de tudo e acho que existe uma coisa que é preciso lembrar, o SUS que vemos na televisão são de regiões onde nem tudo está a disposição. Alguns lugares da Zona Leste de São Paulo por exemplo mostra um caos completo, abandono e outro. A questão dos impostos é outra coisa. Não justifica a quantidade absurda de impostos pagas no Brasil pelos medicamentos fornecidos para certos tipos de doença. Afinal, nem todos os brasileiros ficam doentes e precisam desse tipo de auxílio. E além do mais, se a saúde tem seus benefícios, outras áreas não gozam da mesma condição.
    É um assunto delicado, mas é preciso lembrar que existem lugares em que a saúde pública tem carências sim e nem sempre a tv mostra. Mas como tudo no Brasil é culpa da Globo, vamos por a culpa nela e pronto.
    Mas achei legal alguém lembrar que tudo tem dois lados e nem sempre é o lado ruím que fica em evidência.

    bacio

  2. Lu, eu moro na Zona Leste de São Paulo e tudo o que utilizo do SUS é nessa região. Cuidado com a ideia corrente de que aqui é fim de mundo. Outra coisa: em um país, todos somos responsáveis pelo bem da população. Só por que nem todos ficam doentes, os impostos serão arrecadados no limite? A gente fala de política fiscal como se a conhecesse. Se pago impostos para que as 30 mil pessoas que têm esclerose múltipla sejam tratadas gratuitamente, eu pago! E não, ninguém da minha família tem essa doença. Outro ponto importante é que, em lugar nenhum do mundo, as coisas funcionam 100%. Claro que os SUS têm problemas e espero sinceramente que sejam corrigidos o quanto antes. Mas nem por isso temos de falar da saúde pública do Brasil com olhos míopes. Se reclamar de tudo no Brasil, sem conhecimento de causa, é esporte nacional, está na hora disso mudar.

    Beijos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s