A árvore que canta

Internet

Uma leitora de meus livros me encontra numa tarde de autógrafos em Bilbao, no País Basco.

“Você sempre fala de símbolos”, me diz ela. “Quero lhe mostrar um símbolo que você nunca viu.”

No dia seguinte, ela vai me buscar de carro no hotel. “Não sei como isto começou”, diz, “mas a lenda conta que um velho alquimista judeu afirmou que as árvores cantavam. O prefeito da cidade disse que, se não conseguisse provar o que dizia, iria matá-lo. Desde então, todos os anos, uma árvore de Soria canta, tornando a salvar simbolicamente a vida daqueles que acham que tudo é possível”.

Chegamos a Soria, e vamos a uma praça. Aos poucos, as pessoas começam a chegar. E, de repente, uma banda de música – completa, com todos os instrumentos – sobe no gigantesco e bicentenário olmo que existe no centro da praça. Cada músico ocupa um galho.

Sob o comando de uma batuta invisível, a árvore em Soria canta.

Paulo Coelho, em “A árvore que canta”.

Anúncios

2 comentários sobre “A árvore que canta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s