Cássia

Internet, Literatura

Enquanto a vida rola como uma pedra que se gasta sem se ver, Cássia entrega pizzas em sua moto 250 cilindradas no meio da noite chuvosa. E é porque não se pode imaginar o que Cássia fazia antes de vestir sua pesada roupa impermeável, de cortar o cabelo a moicano, de sorrir comedidamente sob o olhar cansado, é que ela é a poesia que faltava no cenário da vida em que se descobre o que se é pelo que não se é. O que se foi, o que se poderia ter sido, é apenas a face oculta de algo que se pode ser.

Marcia Tiburi, trecho de “Cássia”.
Para ler o texto completo, aqui.

*
Sinto muito pelo lampejo de vaidade, mas não é sempre que há um texto cujo título é o meu nome.

Fonte: Querido Rener.

Anúncios

2 comentários sobre “Cássia

  1. ok, mas é só não se apegar a esse lampejo e cortar o cabelo a moicano para combinar com o texto, hehe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s