Por um senso de humanidade

Sociedade

A humanidade está farta de tanta violência que vem por todos os lados, dos defensores da mudança aos partidários da mesmice. Violências verbais, físicas, sexuais, simbólicas… é necessário resgatar uma noção de direitos humanos – e, no fundo, de humanidade, que dê um fim à prática de tantos atos que nos desumanizam. […]

Enquanto isso, nos desumanizamos. Discute-se muito a liberdade e a igualdade, que adquirem variados sentidos, mas nunca um terceiro aspecto que é a fraternidade, a solidariedade, o respeito, sei lá como se chama. É preciso politizar esse senso de humanidade, entendê-lo como uma ferramenta de mudanças, pois política não se faz apenas com decretos e leis. Para se ter grandes avanços deve-se ter mais do que bons argumentos. É essencial um compromisso com a verdade, um amor à causa e um profundo senso de humanidade.

Adriano Senkevics, trechos de “Por um senso de humanidade”.
O texto, que merece ser lido completo, aqui.

Anúncios

4 comentários sobre “Por um senso de humanidade

  1. Adriano, o texto encaminha-nos a uma quase imobilidade, porque falar de direitos não se justifica, se não falarmos em deveres, como você mesmo salientou.
    Na minha opinião, o que está ocorrendo não é bem a desumanização, mas a desconstrução da humanidade, tema de um dos meus artigos publicados por aqui.
    Espero que os demais leitores se manifestem e também contribuam, de uma forma ou de outra, para a condução a um senso ou até a uma conduta que suscite uma ampla discussão a respeito.

  2. é.
    a humanidade está farta, mas, tristemente, grande parte dela ainda defende com fúria a lei do “olho por olho, dente por dente”.
    um beijo, Cássia.

  3. Ivo, você acabou se confundindo e falou com o Adriano, o autor do texto. Eu, Cássia, apenas reproduzi um trecho e publiquei o link para o texto completo.

    Grande beijo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s