Comer, rezar, amar (1)

Literatura

O outro problema de toda essa pulação pelos galhos do pensamento é que você nunca está onde está. Você está sempre remoendo o passado ou especulando sobre o futuro, mas raramente para no momento presente. É um pouco como o hábito da minha querida amiga Susan, que − sempre que vê um lugar bonito − exclama, quase em pânico, “Que lindo isto aqui! Quero voltar aqui algum dia!”, e preciso lançar mão de todo o meu poder de persuasão para tentar convencê-la de que ela já está lá.

Elizabeth Gilbert, trecho do livro Comer, rezar, amar.

Anúncios

Um comentário sobre “Comer, rezar, amar (1)

  1. eta, livro que gosto! preciso relê-lo.
    porque eu tô parecendo essa susan
    (e olha que legal: minha irmã se chama susan, e é totalmente o contrário, haha)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s