Curtir, recomendar e compartilhar

Internet

A rede social nos pede economia de palavras, caracteres, argumentos. Nos força a ter uma precisão matemática, para não sermos mal-entendidos. Nos obriga à exatidão. Mas, sem espaço para argumentos, nos deixa órfãos e em maus lençóis. Deveria haver “curtir”, “saquei”, “que pena”, “me solidarizo”, “compartilho sem concordar”, “recomendo como Rivellino, concordando enfaticamente”, “recomendo como Raul Seixas”, recomendando apesar de não ter opinião formada sobre tudo.

Marcelo Rubens Paiva, trecho de “Curtir, recomendar e compartilhar”.
Para ler o texto completo, aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s