Ya ni cerramos los ojos

Dança, Literatura

A poesia e a dança reunidos em um vídeo para acalentar os corações entristecidos. Bonito e delicado.

O texto está em espanhol, mas é possível compreendê-lo sem legendas. Além da coreografia, de Freya Bustamante, também publiquei apenas o poema. Em ambos os casos, a narração é de Patricia Benito, a própria autora do poema, e a música é de Iñaki Quijano.

Patricia Benito | Ya Ni Cerramos Los Ojos | Concepto de Freya Bustamante, 21 out. 2021

*

Patricia Benito – Ya ni cerramos los ojos, 1 dez. 2019.

A peste da insônia

Literatura

“[…] O mais temível da doença da insônia não era a impossibilidade de dormir, pois o corpo não sentia cansaço nenhum, mas sim a sua inexorável evolução para uma manifestação mais crítica: o esquecimento.”

Gabriel García Márquez, em “Cem anos de solidão”.

*

Quem quiser assistir à narração em espanhol da passagem completa da peste da insônia, clique aqui. Há legendas em português.

Lídia

Literatura, Música

A faixa “Lídia” faz parte do álbum O baile das andorinhas, de Letícia Persiles. É a narração de um trecho adaptado do capítulo “A presença feminina no cangaço”, do livro Maria Bonita, de Antônio Amaury Corrêa de Araújo.

Neste primeiro vídeo, Letícia Persiles conta sobre o livro, a criação desta faixa e outras informações sobre Lídia.

Neste segundo vídeo, a faixa “Lídia” completa. É de uma imensa beleza, e tristeza.

O álbum O baile das andorinhas pode ser ouvido completo no Spotify, aqui.

O amanhã não está à venda

Literatura, Sociedade

“Quando engenheiros me disseram que iriam usar a tecnologia para recuperar o rio Doce, perguntaram a minha opinião. Eu respondi: ‘A minha sugestão é muito difícil de colocar em prática. Pois teríamos de parar todas as atividades humanas que incidem sobre o corpo do rio, a cem quilômetros nas margens direita e esquerda, até que ele voltasse a ter vida’. Então um deles me disse: ‘Mas isso é impossível’. O mundo não pode parar. E o mundo parou.”

Ailton Krenak, “O amanhã não está à venda”, Companhia das Letras.
Para baixar o livro gratuitamente, aqui.