Miopia, preconceito, falta de curiosidade: os vícios da Academia

Cinema

Se alguém me perguntar há quanto tempo eu assisto a filmes e acompanho cinema, não saberei precisar. Mas lembro de mim pequenina, em frente à televisão, assistindo a O mágico de Oz e absolutamente fascinada: talvez o amor tenha surgido aí.

Em relação ao Oscar, acompanho desde a adolescência. Assisto à cerimônia ao vivo até o fim e todo ano falo para mim mesma: vou desistir, cansei. No dia e hora marcados, lá estou eu.

Por fim, por um bom tempo da minha vida eu li críticas de cinema. Até curso eu fiz, onze anos atrás, com um renomado crítico e senti que perdi dinheiro (o crítico em questão entende muito do assunto, mas a sua soberba suplanta qualquer conhecimento). Aí vieram os canais de resenha na internet e aquela maneira adolescente de falar, aliada ao conhecimento raso, não era para mim. Até o dia em que encontrei o canal da Isabela Boscov. Eu a conhecia dos tempos de revista Veja, mas raramente a lia. Que maravilha os seus vídeos, um melhor que o outro.

Reunindo cinema, Oscar e crítica, vim compartilhar este excelente vídeo da Isabela Boscov, “Miopia, preconceito, falta de curiosidade: os vícios da Academia”. Ela vai além do prêmio, analisa a atual crise do cinema e termina de maneira brilhante. Ela conseguiu me lembrar por que amo tanto cinema.

Isabela Boscov, “Miopia, preconceito, falta de curiosidade: os vícios do Oscar”, 13 fev. 2022