Como a cultura da violência afeta a infância

Sociedade

“Será que a muitos adolescentes lhes é dada a oportunidade de aprender sobre si mesmo a ponto de identificar suas dores, medos, angústias e frustrações? Acho que podíamos começar a conversar pensando nisso. Se existisse um lugar pra dor, se a dor fosse aceita, se a considerássemos como elemento constituinte, presente nas relações interpessoais, parte integrante da partilha e convivência com o outro, como agiríamos?”

Portal Lunetas, trecho de “Humanidade em crise: como a cultura da violência afeta a infância”.
Para ler o texto completo, aqui.

Ainda cabe sonhar

Teatro

“Bordar, num pano de linho
Um poema tambor que desperte o vizinho.
Pintar, no asfalto e no rosto
Um poema alvoroço que amanhece cidade.
Dançar com tamancos na praça
Cantar, porque um grito já não basta
Esfarrapados, banguelas,
Meninos de rua, poetas, babás.
Vistam seus trapos, abram os teatros,
É hora de começar:
Alerta, desperta, ainda cabe sonhar.
Alerta, desperta, ainda cabe sonhar.”

“Ainda cabe sonhar”, Cantata para um bastidor de utopias, Cia do Tijolo.

As músicas do espetáculo, aqui.
O espetáculo, aqui.