Como usar lenço no cabelo

Internet, Moda

Aqueles dias em que você quer algo mais leve e descompromissado porque a realidade anda pesada demais.

Além disso, lenço no cabeço fica lindo!

Anúncios

“Fui morto na internet como se fosse um zumbi da série The Walking Dead”

Sociedade

Conclusão: associaram La Bête ao mais horrível dos transtornos. Na vida pública, retiraram a minha segurança, a de minha família, a de meus amigos e daqueles que se manifestaram a favor da performance, do Museu de Arte Moderna de São Paulo e do Goethe-Institut (Salvador, Bahia). Recebi 150 ameaças de morte de pessoas que estão livres nas ruas, com seus perfis ativos nas redes sociais. Recebi ameaças de anônimos, de robôs.

É necessário reiterar que, em La Bête, quem dobra e desdobra o corpo do artista – que precisa estar disponível para receber o comando dos participantes – são aqueles que se autorizam a entrar em cena ou a falar sobre ela. Participar é uma escolha, não uma condição.

*

Fui também caluniado por pessoas que, para permanecerem em seus cargos políticos, aderiram ao movimento daqueles que se autodenominam “cidadãos de bem”, tentando se camuflar sob o véu do cristianismo. Nasci em uma família cristã e sei que cristãos não gostam de sangue. Quem gosta de sangue são os homicidas.

Trechos da entrevista de Wagner Schwartz a Eliane Brum.
Para ler a entrevista completa, aqui.

Cozinha, cultura e política: entrevista com Paola Carosella

Sociedade

“Para mim, como pessoa, em casa não como cozinheira profissional, saber cozinhar é uma bênção, libertador. […] A importância de saber cozinhar para mim tem a ver com algumas coisas. Primeiro, que você come, a independência, por sobre todas as coisas. Você não depender de outra pessoa, ou de uma empresa, ou de um restaurante, ou de um telefone, você poder cozinhar, o que te leva a saber comprar, a se organizar melhor e a comer aquilo que você gosta. […] Nem todo mundo tem que gostar de cozinhar, mas assim como a gente toma banho, escova os dentes, se cuida, cozinhar é uma forma de se cuidar.”

Paola Carosella, em entrevista ao Nexo Jornal.

O vídeo da entrevista completa, que vale muito a pena.

The Handmaid’s Tale (1)

Literatura, Televisão

“Agora eu estou acordada para o mundo. Eu estava dormindo antes. Foi assim que deixamos acontecer. Quando aniquilaram o Congresso, não acordamos. Quando culparam terroristas e suspenderam a Constituição, também não acordamos. Disseram que seria temporário. Nada muda instantaneamente. Você seria fervido numa banheira de aquecimento gradual antes que percebesse.”

Episódio 3, primeira temporada de “The Handmaid’s Tale”.

Instruções para salvar o mundo

Literatura

“A humanidade se divide entre os que se acalmam ao ir para a cama à noite e os que ficam aflitos na hora de dormir.”

*

“Tudo o que aprendemos em nossas breves vidas não passa de uma pitada insignificante arrancada da enormidade do que nunca saberemos.”

*

Todos carregamos no íntimo uma sombra de atrocidade e um anseio de beleza, e algumas pessoas caminham pela beira do despenhadeiro sem saber de que lado acabarão caindo.”

*

Pequenos atos de bondade contra a escuridão, como velas acesas numa noite de vento.”

*

É que a humanidade se divide entre os que sabem amar e os que não sabem.”

Rosa Montero, trechos do livro “Instruções para salvar o mundo”.

Globo de Ouro

Cinema

Todos os vencedores de melhor filme e melhor série no Globo de Ouro 2018 foram protagonizados por mulheres. Pensei que não viveria o suficiente para ver isso.

A lista completa, aqui.
Para mais informações, o ótimo Mulher no Cinema, aqui.

Melhor filme – drama: Three Billboards Outside Ebbing, Missouri

Melhor filme – comédia ou musical: Lady Bird

Melhor série – drama: The Handmaid’s Tale

Melhor série – comédia: The Marvelous Mrs. Maisel

Melhor minissérie ou filme para a TV: Big Little Lies

Melhor filme de língua estrangeira: In the Fade